Banana Yoshimoto - Kitchen

Banana Yoshimoto - Kitchen - Editora faber and faber - 150 páginas - tradução de Megan Backus - lançamento original 1988 (publicado no Brasil em 1995 pela editora Ediouro, selo Nova Fronteira).

Mahoko Yoshimoto ou Banana Yoshimoto, como ficou mundialmente conhecida, é filha do filósofo e poeta Takaaki Yoshimoto. Ela soube utilizar com inteligência as referências culturais do ocidente em seus romances para falar dos problemas da juventude no Japão moderno e, juntamente com Haruki Murakami, foi uma das grandes responsáveis pela divulgação da literatura contemporânea japonesa. A autora ainda é pouco conhecida no Brasil, dela a Editora Estação Liberdade já lançou "Tsugumi", tradução de Lica Hashimoto (ler aqui resenha do Mundo de K). "Kitchen", publicado originalmente em 1988, é o primeiro livro de Yoshimoto e foi traduzido e lançado no Brasil pela Editora Nova Fronteira, mas está fora de catálogo atualmente.

Banana Yoshimoto começou a escrever "Kitchen" enquanto trabalhava como garçonete, resultando em muitos prêmios literários e fama imediata no Japão. É composto por dois contos: "Kitchen" e "Moonlight Shadow", ambos tendo como temas principais o amor e a morte na vida de jovens comuns japonesas que precisam vencer os obstáculos gerados pela perda de entes queridos, além é claro da paixão da própria autora pela culinária.


No primeiro conto, que empresta o nome ao livro, "Kitchen", a adolescente orfã Mikage Sakurai passa por um momento difícil de solidão e abandono após a morte da avó. Sem nenhum outro parente com quem possa contar, ela aceita o convite de um amigo, Eriko, para morar com ele e seu pai, na verdade "mãe", já que este optou por se transformar em mulher, ganhando a vida em uma boate de travestis. Percebe-se logo que o comportamento e opções dos personagens não são usuais na rígida disciplina da classe média japonesa.

Em "Moonlight Shadow", novamente uma tragédia é o motivo original do conto. A jovem Satsuki perde o seu namorado Hitoshi em um acidente de carro e passa por uma experiência mística, orientada pela estranha Urara, que a fará resistir à tristeza e encontrar motivações para superar o passado.


O estilo pop de Banana Yoshimoto pode parecer superficial à princípio, praticamente minimalista, mas sem dúvida é uma escritora que sabe descrever com originalidade o impacto do destino e as reações de seus personagens. A boa notícia é que temos outros autores interessantes no Japão de hoje além de Murakami.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

As 20 melhores distopias da literatura

Os meninos da rua Paulo - Ferenc Molnár

As 20 melhores utopias da literatura

As 20 obras mais importantes da literatura francesa

20 personagens femininas da literatura mundial

As 20 capas de discos que marcaram época